22 de outubro de 2014

Resenha - Bandas: Bandanos / Blasthrash - Álbum: Metal Das Ruas Vol. 3 (2014 - Metal Maximus)

Resenha por: Renato Sanson


E o projeto “Metal Das Ruas” chega sua terceira edição, agora com as bandas Bandanos e Blasthrash. Este projeto reuni sempre duas bandas onde seus shows são gravados com ótima qualidade de áudio e colocado em um único disco, uma excelente ideia e apoio ao underground.

Nesta terceira edição temos o Bandanos e Blasthrash com seus shows gravados no dia 28/08/13 no Espaço Som em São Paulo.

A qualidade de áudio está excelente captando bem as bandas ao vivo, sem overdubs, soando real e cru. Porém com uma boa produção deixando todos instrumentos bem audíveis além daquela vibe ao vivo de primeira.

Quem abre a primeira parte do disco é o Bandanos totalizando oito faixas de sua apresentação que soa insana e transborda agressividade ao ouvinte. Ao dar o play já temos o vocalista Crisplatterhead dando a tona “E que comece o Metaaaaaaaaal”, e sem tempo de respirar “Escravos do Relógio” e “Indiferença” entram como um soco na nuca, mostrando o poder de seu Crossover.

Destaco a incessante “Vinyl Addiction”, a grudenta “Stay Cyco” e a arrasa quarteirão “Justiça das Ruas”, que fecha a primeira parte do Split.

Na segunda parte temos o Blasthrash e seu Thrash Metal old school visceral, mostrando muita força e peso. Logo de cara “Nudity On T.V.” e “Sweet Taste Of” chamam atenção por sua agressividade e pelos riffs insanos. Mas certamente os destaques ficam para “Addiction” (com seu refrão marcante) e “Possessed By Beer” que fecha os trabalhos de forma magistral.


Um belo lançamento que vale cada minuto de sua audição, além de ser um projeto fantástico, pois valoriza de fato as bandas do nosso underground. Corra atrás do seu, pois certamente não irá se arrepender. 

21 de outubro de 2014

Resenha - Banda: Anno Zero - Álbum: The Next Level (2014)

Resenha por: Renato Sanson


Dez anos se passaram para os piauienses do Anno Zero lançarem seu segundo disco, e chega ao mercado nacional via Ms Metal Records o diversificado “The Next Level” que foge do comodismo e mostra uma sonoridade bem introspectiva.

A produção do álbum é bem moderna e obscura o que contribui para o clima denso e porque não mórbido. A sonoridade do AZ transita pelo Gothic, Industrial, Doom e Death Metal com muita naturalidade, transformando seu som bem homogêneo e original.

A cada faixa temos uma variação, um sentimento, um experimentalismo diferente, fazendo “The Next Level” soar bem autentico.

Faixas como “Back Down”, “Deceptions”, “The Next level” e “Pictures” mostram muita variação, mas soando acessível aos ouvidos, transbordando vida e emoção.


Um disco diferente que consegue se distanciar do senso comum metálico, mostrando uma certa inovação e originalidade. Se você gosta de bandas que não se prendem a rótulos aí esta uma dica, ouça e aprecie sem moderação.

17 de outubro de 2014

Resenha - Banda: Silver Mammoth - Álbum: Pride Price (2014)

Resenha por: Renato Sanson


Já é uma realidade a crescente do Hard Rock no Brasil, mas o Rock setentista também vem crescendo, e os paulistanos do Silver Mammoth vem mantendo essa chama acesa com seu segundo disco, “Pride Price”.

Temos claras referências de Hard Rock, mas o que predomina é a psicodelia do Rock dos anos 70, e isso já fica claro na produção do disco, que resgata este feeling, seja pelos timbres ou pela distribuição dos instrumentos.

A arte de Carlos Fides é linda, porém destoa da sonoridade da banda, sendo impossível imaginar que ao dar o play teremos um disco de Rock da velha guarda.

Algo que chama atenção é o timbre vocal de Marcelo Izzo, que lembra bastante o de Ozzy Osbourne, mesmo soando um pouco mais variado. Os arranjos em si são soberbos, é fato que a banda soube criar suas músicas, fazendo-as soarem de maneira única.

Os teclados são muito bem encaixados, assim como os riffs e solos que soam simples, mas grudentos, a cozinha faz algo mais básico, mas que se encaixa perfeitamente na proposta sonora.

Destaco as poderosas “Sinning In Mass”, “Soldier of Prey”, “Robert and I Face to Face Thirty Years Later” e “Pride Price”.

Certamente você não irá se arrepender, pois temos uma boa mescla do passado com momentos mais atuais, mostrando sua própria identidade sonora. Ouça sem moderações!


16 de outubro de 2014

Resenha - Banda: Bloody Violence - EP: Obliterate (2013)

Resenha por: Renato Sanson


Os gaúchos do Bloody Violence apresentam um belo Technical Death Metal em “Obliterate”, com passagens intrincadas, mas que mostram grande feeling, mesmo ao meio do apuro técnico dos músicos.

O profissionalismo sonoro e gráfico de “Obliterate” enche os olhos e ouvidos, instrumentos muito bem timbrados e claros, com a sujeira que o estilo pede, mas sem soar exagerado.

Musicalmente as três composições que fazem presente no EP são fantásticas, destaque para as linhas de guitarra de Igor Dornelles, com bases e solos altamente técnicos e variados.


Uma grata revelação do underground gaúcho, que no momento está preparando seu primeiro álbum completo, e com esta pequena amostra já sabemos que virá um grande trabalho.

15 de outubro de 2014

Resenha - Banda: Hatefulmurder - Álbum: No Peace (2014)

Resenha por: Renato Sanson


Uma das mais promissoras bandas do underground nacional, esse é o Hatefulmurder que acabou de lançar o ótimo “No Peace”, que certamente irá figurar entre os melhores de 2014 do estilo.

Thrash Metal avassalador com boas doses de Metal extremo, transformando a sonoridade numa verdadeira marcha para o apocalipse. A produção da bolacha é límpida e muito profissional o que engrandeceu ainda mais o som.

Passagens rápidas e outras mais amenas, tudo ditado por um vocal espumando raiva, riffs destrutivos e uma cozinha madura e brutal, faz de “No Peace” um verdadeiro míssil metálico.

Impossível ouvir “No Peace for the Wicked”, “Gates of Despair”, “Burned to Ashes” e “Scars to God” e não bangear, mas bangear até o pescoço quebrar e a cabeça sair rolando, pois o som é enérgico e empolgante.


De promessa a realidade, o Hatefulmurder mostra à que veio e certamente terá muito espaço no cenário nacional e internacional.   

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More