20 de julho de 2016

Resenha - Banda: As Dramatic Homage - EP: Enlighten (2016)

Resenha por: Renato Sanson


Pós um hiato de quatro anos e algumas trocas de formação, o As Dramatic Homage está de volta com material inédito, o EP “Enlighten”, que chega para mostrar toda sua qualidade e requinte sonoro.

Não há como não mencionar a perseverança do mentor Alexandre Pontes (vocal/guitarra), que mesmo ao meio de todas as dificuldades seguiu com seu sonho e manteve o ADH ativo, e agora presenteia os fãs com um EP que faz jus a sua sonoridade, trazendo uma gama diversificada e intensa.

“Enlighten” é composto por cinco músicas (sendo uma delas introdução + o cover de “Full Moon Madness” do Moonspell), trazendo uma atmosfera densa e inspiradora.


Pós a bela introdução “Advert”, temos a poderosa “Astral Infernal”, que pertence originalmente a Demo “Atmosphere Of Pain/Anthems Of Hate” de 2005. Mas que aqui ganhou uma nova cara, trazendo aquela influencia progressiva e atmosférica, com boas doses de melodia, uma composição mais crua e puxada para o Black Metal, mas que ganhou uma roupagem mais sofisticada devido as estruturas e os vocais limpos de Alexandre que permeiam a mesma. Além de contar com arranjos de guitarras fantásticos.

Praxis” com certeza até o momento é a composição mais introspectiva do ADH. Tendo um clima obscuro e mais psicodélico, onde em sua maior parte temos apenas violão, voz e um lindíssimo clima de teclado, trazendo a faceta mais melódica dos vocais de Alexandre, em uma composição inspiradíssima e emocional. Que não encaro como balada, mas sim como um cântico pomposo e reflexivo.

 “Enlighten” traz o peso e agressividade de volta, com destaque as guitarras e os climas criados pelo teclado, sendo mais melodiosa e com ótimos solos, deixando a veia Avant-Garde mais explicita com suas diversas mudanças de tempo.


E fechando os trabalhos temos a ótima versão de “Full Moon Madness” dos portugueses do Moonspell. Onde o ADH traz toda a densidade do clássico, mas imprimindo suas características, a deixando mais pesada e obscura.

A produção do EP ficou a cargo da própria banda, onde fizeram um trabalho esmerado e de alto nível, deixando o som poderoso e limpo ao mesmo tempo. A capa do trabalho é um show à parte e expressa perfeitamente a sonoridade apresentada. Mesmo não sendo um disco conceitual, as músicas se ligam, pois, elas trazem a reflexão do que seria um momento bom ou ruim em nossas vidas, fazendo-nos pensar e mostrar que sempre temos um caminho, mas basta saber lidar com as consequências.

Demorou, mas o As Dramatic Homage traz um trabalho atemporal e que para mim já consta na lista dos melhores lançamentos de 2016. Ousado, inteligente e temperamental.

Banda: As Dramatic Homage
Estado: Rio de Janeiro
País: Brasil
EP: “Enlighten” (2016)
Estilo: Avant-Garde Metal

Links de acesso:

Formação:
Alexandre Pontes - Vocals, Guitars
Alexandre Carreiro - Guitars /
Fabiano Medeiros- Bass /
Leonardo Silva - Key
Vinícius Rodrigues – Drums

Tracklist:
01 Advert
02 Astral Infernal
03 Praxis
04 Enlighten
05 Full Moon Madness (Monnspell)



4 comentários:

Lembrar dos ensaios do AMT e CURSED la nos idos de 90 e ouvir Praxis hoje é simplesmente fantástico, persistência é a palavra que define!

Somos gratos pela atenção e apoio!!

Agradecemos muito pelo carinho e atenção, tmj!!

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More